No último dia do Campeonato Sul-Americano de Vôlei Masculino, no primeiro jogo, às 18:30, no Ginásio Poliesportivo Tancredo Neves, o time da casa vira o jogo, abre dez pontos e fecha garantindo o bronze na competição.

O Montes Claros começou o set com alguns erros , saques, ataques para fora e principalmente o bloqueio não funcionava. O Bolívar aproveitou para abrir 3 pontos de vantagem. Após dúvida dos jogadores quanto ao ponto que fecharia o set, houve reclamação e os jogadores, German Galdón, 17, (Bolívar) e Alan, 1, (Montes Claros), levaram cartão amarelo. Final do primeiro set, Bolívar 30×28 Montes Claros. (34 min)

O segundo set foi marcado pela reação do Moc, que abriu quatro pontos de vantagem. A equipe do Bolívar foi obrigada a pedir tempo para quebrar o ritmo do Pequi Atômico, não funcionou e o jogo continuou quente. Moc fechou o set por 25×23. (25 min)

A maior diferença no placar no terceiro set também foi de quatro pontos. Com o apoio da torcida, o time da casa começou bem e em um set disputado ponto a ponto o Moc abriu uma diferença e fechou o set por 25×23. (28 min)

Quarto set e a torcida mais animada ainda, empurrando o time, Moc entra no clima, erra pouco, força o time do Bolívar que cai na pressão e consegue abrir dez pontos, fechando o set por 25×15 e o jogo por 3×1. Lorena foi o maior pontuador do jogo (26 pontos) e o Montes Claros conquista o terceiro lugar no Sul-americano de voleibol masculino.