Após meses de preparação e reuniões no Brasil e na Argentina, inicia nesta sexta feira (28/09) às 20h, no Ginásio do Riacho em Contagem-MG, a tão sonhada Copa Libertadores de Voleibol, com o jogo entre Sada Cruzeiro e Sesc-RJ, válido pela primeira rodada do grupo 1.

Idealizaram a competição a Associação de Clubes do Brasil (ACV) e a Associação de Clubes Liga Argentina de Voleibol (ACLAV), com chancela da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), Federação de Voleibol Argentino (FEVA) e Confederação Sulamericana de Voleibol (CSV). Outros apoiadores foram as Federações Mineira e Paulista de Voleibol.
Nesta primeira edição contaremos com a participação dos principais clubes do Brasil e da Argentina, levando em consideração os resultados dos mesmos na temporada passada (17/18), do Brasil participarão Sada Cruzeiro, Sesc-RJ, Sesi-SP e Taubaté e da Argentina o Bolivar, Ciudad Voley e UPCN, já a quarta vaga argentina será decidida em um torneio seletivo, realizado pela ACLAV na próxima semana.

O formato da disputa será com dois grupos (Grupo 01: Sada, Sesc – RJ, Bolivar – Arg e Ciudad – Arg e o Grupo 02: Sesi – SP, Taubaté, UPCN – Arg e o campeão do torneio realizado pela ACLAV), onde as 02 melhores equipes de cada grupo se classificam, sendo obrigatório ter a participação pelo menos 01 equipe de cada país na fase final. Os jogos ocorrerão no Brasil e na Argentina.

Para o presidente da ACV, o professor Andrey Souza, “Desde da criação da ACV em 2014 buscavamos nos organizar para contribuir de forma efetiva para melhoria da nossa modalidade, a libertadores é um grande passo. Encontramos um parceiro disposto e motivado que é a ACLAV, através do seu presidente Eduardo Demastri, mas gostaria de destacar a união das instituições gestoras do voleibol em ambos os países que desde o primeiro contato tanto a CBV, quanto a FEVA foram abertas e sensíveis ao nosso projeto, que foi referendado pela Confederação Sulamericana de Voleibol – CSV pelo seu vice – presidente Marco Túlio e seu diretor Marcelo Wangler, além do apoio direto na organização do presidente da FMV Tomás Mendes”. Afirma.

Já Eduardo Demaestri, Presidente da ACLAV, demostrou grande satisfação em fazer parte deste projeto, “É uma grande satisfação ser um promotor e testemunha do início da Copa Libertadores de Voleibol. O vôlei americano tem a Possibilidade de dar um salto de qualidade muito importante com essa nova competição. Estamos muito felizes por ter viabilizado, com o trabalho em conjunto entre a ACV e ACLAV, levando a diante um certame que era um sonho de muitos anos.” Ressaltou.

Demaestri finaliza falando sobre as expectativas para essa parceria “Estou muito contente em ter encontrado na ACV uma instituição que compartilha nossas metas e vontade de crescer. Por isso temos a intensão de seguirmos trabalhando juntos, e esta copa é apenas o primeiro passo, seguindo o caminho do desenvolvimento dos clubes dentro e fora do continente, para chegarmos dentre as principais competições do planeta.” Conclui.

A tabela oficial da competição deve ser divulgada em breve, juntamente com o nome da última equipe que ingressará no campeonato.